terça-feira, 8 de novembro de 2016

FIA



Remanso de rio esquecido
vens tecer tuas pedras?

Venho fiar minhas águas
Na semeadura da relva

Remanso de rio esquecido
Vens tecer tua brisa?

Venho fiar palavras
No dorso escuro da terra

Remanso do rio esquecido
Vens tecer tuas guerras?

Contra quem hei de guerrear?

Vim pra parir meus filhos
Fiar meus frutos perdidos


Jussara Salazar